home
Equipe   |   Sobre a Rádio Bandeirantes   |   Podcast   |   Fale Conosco     
Notícias      Colunistas       Fotos       Especiais       Programação       Escola Voluntária       Serviços      Comercial
     Política   |   Economia   |   Esportes   |   Saúde   |   Outras Notícias

FALE COM A RB


RB NO CELULAR

Saiba mais

PROGRAMAS
  Antenados
  A Caminho do Sol
  Arquivo Musical
  Bandeirantes Acontece
  Ciranda da Cidade
  Concentração
  Domingo Esportivo Bandeirantes
  Esporte em Debate
  Esporte Notícia
  Esporte Notícia Internacional
  Fôlego
  Jornal da Hora
  Jornal de Amanhã
  Jornal do Sábado
  Jornal em Três Tempos
  Jornal Gente
  Jornal Primeira Hora
  Manhã Bandeirantes
  Memória
  Na Estrada
  Na Geral
  O Pulo do Gato
  Pole Position
  Rádio Livre
  Sábado de Classe
  Sofá Bandeirantes
  Terceiro Tempo
  Você É Curioso?
INSS
INSS de 19/11/2009: Como aumentar a contribuição
Quinta-feira, 19 de novembro de 2009 - 13h35
A ouvinte Maria das Graças trabalha como empregada numa empresa e tem um desconto mensal em seu salário para a previdência. Ela quer saber se existe alguma forma de aumentar o valor da contribuição para ter uma aposentaria melhor.

Primeiro, é importante ressaltar que a contribuição de um empregado de empresa é descontada de acordo com o seu salário. Portanto, a não ser que haja um aumento da remuneração, o valor da contribuição não pode ser alterado.

Portanto, a única forma de a senhora Maria das Graças contribuir com um valor maior ao INSS seria como contribuinte individual. Nesse caso, ela precisaria ter uma outra atividade profissional, além da de empregado. Essa atividade, por exemplo, poderia ser costureira, vendedora, manicure, entre outras, nas quais ela poderia trabalhar como autônoma.

Caso ela passe a ter um trabalho como autônoma, a ouvinte terá de oficializar essa atividade no INSS, inscrevendo-se como contribuinte individual. Além disso, ela deve começar a recolher a contribuição mensal à previdência social. Com isso, na hora de se aposentar, as duas atividades, de empregada e de autônoma, serão levadas em conta.

É sempre bom lembrar, que a inscrição no INSS é gratuita e pode ser feita pelo site www.previdencia.gov.br, ou pelo telefone 135, da central de informações.


Aposentadoria por tempo de contribuição para mulheres, dia da consciência negra e décimo terceiro salário

Por último, quero informar que as agências da previdência social na capital não vão funcionar amanhã, sexta-feira, por causa do feriado da consciência negra. As demais unidades do INSS no país localizadas em cidades que decretaram feriado nesse dia também não vão funcionar.

O telefone 135 e o site www.previdência.gov.br poderão ser acessados normalmente amanhã. Pelo telefone 135 ou pela internet, as pessoas podem obter orientações, agendar horário para serem atendidas, além de outros serviços.

Outra informação é que na terça-feira, dia 24, os aposentados e pensionistas começam a receber a segunda parcela do décimo terceiro salário. Na semana que vem, receberá esse pagamento quem tem benefício no valor de um salário mínimo e cartão do banco com final de 1 a 5. Já na outra semana, será a vez dos demais beneficiários.

A nossa ouvinte marta vai completar 30 anos de contribuição e 48 anos de idade em 2010. Ela quer saber se poderá se aposentar no ano que vem?

Sim. A Sra. Marta poderá se aposentar por tempo de contribuição integral ao completar os 30 anos de recolhimento em 2010. Quanto à idade, é bom lembrar que a legislação não faz essa exigência para concessão da aposentadoria integral. Portanto, não há necessidade de ela completar 48 anos para pedir seu benefício.

Também no caso dos homens, a aposentadoria por tempo de contribuição integral não exige uma idade mínima para sua concessão. Portanto, basta o trabalhador comprovar 35 anos de contribuição para pedir sua aposentadoria integral.

É bom lembrar, que a idade mínima só é exigida para a aposentadoria proporcional, tanto para o homem quanto para a mulher. Nesse caso, a mulher precisa ter a idade mínima de 48 anos, além de comprovar 25 anos de contribuição mais um adicional de 40%, o chamado pedágio. Já o homem precisa ter no mínimo 53 anos e comprovar 30 anos de contribuição mais o pedágio.

Leia  
Confira todas as dicas sobre o INSS